terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

O Jardim das Feridas. Mt.26.36:46. - Por Marlon Araújo


Á revelação do sofrimento foi dentro do jardim; onde tudo começou. Foi ali que DEUS iniciou a vida e era ali que DEUS começaria a restaura-la.
Á única oração que o PAI não ouviu do FILHO foi: Meu PAI, se possível, passe de mim este cálice! Mt 26.39. Nesta oração JESUS tentou sair do jardim, mas era o ponto de partida onde a prensa começaria a jorrar azeite para remir a história.
ELE não poderia começar a trajetória fora do jardim, ali DEUS começou a prensa-lo.
Assim como Adão nunca sacrificou dentro do jardim, e sim fora dele. Assim nosso Cordeiro morreu fora dele.
Deus usou o momento do jardim até chegar seus algozes. DEUS também não permitiu que os discípulos ficassem acordados.
Nada podia atrapalhar o inicio que se daria para o cumprimento das Escrituras. Porque no jardim tem que haver azeite.
Diante desse cenário de Glória e dor, á Bíblia neutraliza toda opinião errada, que uma pessoa cheia do Espirito Santo, não pode passar por tribulação. Porque aqui JESUS está no jardim das azeitonas, na prensa de óleo e está sentindo angustia de morte.
Então quem é carnal,natural ou social não pode falar das coisas Espirituais. Porque é possível uma pessoa Cheia do SENHOR e sofrer sim!!!
Poucos dias antes dessa agonia no jardim, a teimosa Jerusalém tinha lhe arrancado algumas lágrimas, e agora o seu suor muda de cor. JESUS agora transpira Sangue Lc. 22-44 Isso é muito Forte. Seus vasos capilares das glândulas sudoríparas se rompem e se mistura com sangue.
Tendo terminado a festa da Páscoa e tendo proferido o discurso de Jo.14- 16, e a oração de Jo.17, JESUS atravessou o vale com os discípulos para o monte das Oliveiras.
Nessa noite diferente ELE estava bem consciente do que lhe esperava. Ele já tinha sido traído por um de seus apóstolos; o impetuoso Pedro o negaria 3 vezes antes das canção dos Artistas Gospel, e suas máscaras de crente, cantando como galo, mas vazio na Alma.
Os demais apóstolos se espalharia como ovelha que não tinha pastor.
ELE passaria pela farsa de um julgamento, seria despido, açoitado, esbofeteado, cuspido e por fim Crucificado.
Mas se não fosse aquele Jardim, nunca teria havido o Calvário, e também se não fosse aquele Calvário não haveria o túmulo vazio.
E se não fosse o túmulo vazio nunca haveria O Dia do Pentecoste e a Descida do Espirito Santo, e também á Nossa Igreja Gloriosa como a Alva do dia, Formosa como á lua, brilhante como o sol, e formidável com um Exercito com Bandeiras. Ct. 6.10.
Marlon Araujo. Ministério Palavra de Fogo. Jr.23-29

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...