terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

“Fome espiritual” levarão milhões de muçulmanos a Jesus, profetizam missionários



Milhares de muçulmanos estão entregando suas vidas a Jesus e enxergando o cristianismo como a “religião da liberdade” em meio ao derramamento de sangue em curso no Oriente Médio, segundo relatórios indicam. Algumas igrejas acreditam que este movimento esteja apenas no começo e esperam que milhões de islâmicos se entreguem a Cristo, em meio a uma “fome espiritual” que está crescendo cada vez mais, apesar da intensa perseguição religiosa.

A organização canadense ‘Voz dos Mártires’, que apaia transmissões de rádios cristãs na região, disse ao site ‘BosNewsLife’ que, apesar do êxodo em massa de cristãos do Iraque e da Síria, devido ao terrorismo, à perseguição e à guerra, um grande número de muçulmanos está tomando a decisão de abraçar o cristianismo.

“Há milhares e milhares de pessoas que estão se entregando a Cristo”, revelou a ‘Voz dos Mártires’. “Estamos em contato regular com nossas estações de rádio FM no Iraque e conversamos com muitas pessoas que têm família no Oriente Médio”.


“Alguns dos nossos radiodifusores do Oriente Médio têm compartilhado testemunhos conosco [sobre muitos entregando suas vidas a Jesus]. Esses relatos são passados por ouvintes nossos que moram por lá”, destacou.

No Irã, igrejas domésticas são regularmente atacadas e fechadas pelo governo islâmico da nação. Apesar desta perseguição, o grupo missionário Ministério Elam revelou que os cristãos têm crescido em número e as estimativas de hoje sugerem que há cerca de 360.000 cristãos no Irã – enquanto eram apenas 500 em 1979.

“Os líderes da Igreja acreditam que milhões de pessoas [incluindo muçulmanos, na maior parte] podem se converter ao evangelho nos próximos anos – tal é a fome espiritual e a desilusão que existe no regime islâmico”, informou o Ministério Elam.

“Se permanecermos fiéis à nossa vocação, nossa convicção será possível vermos a nação transformada ainda em nossos dias, porque o Irã é uma nação estratégica de entrada. O forte crescimento da Igreja no Irã afetará as nações muçulmanas em todo o mundo islâmico”.

Cruzando o Oceano

Os refugiados muçulmanos na Europa também têm vivenciado conversões de fé em massa. Um relatório de junho de 2016, publicado pelo jornal ‘The Guardian’ observou dados significativos sobre o aumento da frequência de islâmicos na igreja cristã da Europa.

Por exemplo, a igreja evangélica ‘Trinity’, no subúrbio, em Steglitz, subúrbio de Berlim viu sua congregação crescer de 150 para 700 membros, devido aos novos convertidos muçulmanos.

“Achei que a história do islamismo era completamente diferente da que nos ensinavam na escola. Eu pensei que talvez fosse uma religião que começou com a violência”, disse o iraniano Johannes, de 32 anos, recém-convertido.

“Uma religião que começou com a violência não pode levar as pessoas à liberdade e ao amor. Jesus Cristo disse que ‘aqueles que usam a espada morrerão à espada’. Isso realmente mudou minha mente”, acrescentou.

Mais igrejas na Alemanha relataram esse fenômeno crescente em dezembro de 2016. O jornal ‘The Independent’ notou que os muçulmanos – especialmente os iranianos – estão vendo o cristianismo como uma nova chance de liberdade.

“Muitos deles vêm para a Alemanha e pensam: ‘aqui eu posso escolher a minha religião e quero escolher uma religião de liberdade”, disse Matthias Linke, um sacerdote do grupo evangélico ‘Freikirchlichen Gemeinde’ em Berlim. “Para muitos iranianos que eu batizei, o Cristianismo é a religião da liberdade”. (Guiame)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...