terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Muçulmano se converte ao cristianismo depois de não conseguir queimar a Bíblia



Azali, um paquistanês, tentou queimar a bíblia diante de um grupo de cristãos para provar que Deus não tinha poder de impedi-lo, porém a tentativa foi frustrada.
O muçulmano devoto, Azali, criado desde criança nos princípios Islã, teve uma impactante experiência na adolescência que o transformou por completo: Ele teve um encontro sobrenatural com Jesus.
Graças aos pais, Azali sabia o Alcorão de cor aos 7 anos de idade e nunca aceitou a bíblia como palavra de Deus.
“Tinha muitos colegas (ou conhecidos) cristãos na escola. Me indignava vê-los estudando numa escola, pois eu os considerava os ‘pobres da sociedade’”, disse.
Azali sempre revidava com insultos de ódio ao cristianismo e foi discutia com seus colegas que criam em Jesus.
“Sempre os obriguei a aceitar o Islã. Meu professor cristão dizia sempre para que eu não os provocasse, e um dia me advertiu dizendo: ‘Deus pode te escolher assim como fez com apóstolo Paulo’”.
“Um dia, durante uma discussão, desafiei aos cristãos a queimar os livros sagrados de ambas partes”, explicou.
Eles queimavam o Alcorão e eu queimava a bíblia. A ideia era “que o livro que incendiasse seria considerado falso e o que não queimasse, verdadeiro, porque Deus salvaria sua Palavra”, acrescentou.
Azali explicou que os cristãos não podiam aceitar o desafio devido ao forte contexto de perseguição religiosa dos extremistas islâmicos.
“Desafortunadamente, não podia aceitar, porque era perigoso. A vida é difícil em um país islâmico e aceitar poderia ser considerado ‘blasfemia’ e podiam até serem condenados à morte”, contou.
“Então eu disse que faria sozinho. Em primeiro lugar, coloquei fogo no alcorão e o livro queimou completamente diante de nosso olhos. Então tentei fazer o mesmo com a bíblia, mas a bíblia pulsou meu coração e eu caí no chão, tinha fumaça por todo meu corpo e eu estava em chamas… mas me enchi de outro tipo de fogo: o fogo espiritual”, disse Azali.
“De repente vi um homem de cabelo dourado coberto por uma luz do meu lado. Ele colocou a mão em minha cabeça e disse: Você é meu filho, agora vai e prega o evangelho em tua nação”. A experiência deixou muitas duvidas na cabeça de Azali, e ele devia buscar alguém que tivesse conhecimento para ajuda-lo.
“Fui numa igreja perto de minha casa e ali encontrei o líder da congregação. Pude contar o que aconteceu. Ele me apresentou a bíblia e eu reconheci Jesus como meu salvador, em 17 de fevereiro de 1985”, testemunhou Azali.
Atualmente, Azali está casada e tem uma família que serve a Cristo.

Fonte: http://conscienciacristanews.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...