quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Jacó e os Pastores Aborteiros. Gn.31:38 - Por Marlon Araújo



Gênesis 31 conta que Jacó, depois de ser abençoado por Deus com muitos bens, notou que Labão já não o olhava com a mesma alegria. Também viu que havia murmuração entre os filhos de Labão. Por causa disso, quando Labão se ausentou para fazer a tosquia do rebanho, "se levantou Jacó e, fazendo montar seus filhos e suas mulheres em camelos, levou todo o seu gado e todos os seus bens que chegou a possuir".

A fuga de Jacó e sua família foi descoberta três dias depois. Labão reuniu seus homens para persegui-lo, mas Deus, em sonho, o advertiu para que nada fizesse contra Jacó. No sétimo dia Labão os alcançou e repreendeu Jacó por não dar-lhe a chance de se despedir.

Jacó então empolgou-se e chamando Labão à parte, disse: Quem mal te fiz? Que erro cometi para que te enfureças assim contra mim? Rebuscastes todos os meus guardados, as não achastes nada eu te pertencesse. Tomemos teus irmãos e os meus como testemunhas e eles julguem entre nós dois. Faz vinte anos que estou em tua casa: tuas ovelhas e tuas cabras produziram muito e nunca comi dos frutos do teu rebanho.

Jacó nos traz uma tremenda ponderação para os nossos dias! Ele afirma que nunca Abortou nenhuma ovelha do rebanho, diante desse versículo, me sobreveio um Lampejo de Glória, e uma hodierna Revelação.
Normalmente os Pastores não eram responsáveis pelos animais mortos por predadores ou os Abortados; eles deveriam apenas apresentar as carcaças para provar que os animais tinha sido mortos pelas feras do campo.
Pastores são adestrados para dá vida para sua ovelhas (Jo.10:11); Homens chamados por Deus para Representá-lo (Hb.5:1).
Pastores são pessoas com uma Unção de Lagrimas e Gemidos para com seus filhos Espirituais (Jo.21.15-17); Porque quem ama como Jesus amou deve tratar as ovelhas como ele tratou, esse foi o requisito para com Pedro.
Deus falou aos líderes em Judá, dizendo que eram culpados de negligenciar e maltratar o rebanho dele. Preste atenção nos verbos que ele usa para descrever a conduta destes pastores: Destruir, Dispensar, Afugenta e não Cuidar das ovelhas. Pastores devem juntar, alimentar, cuidar, guiar e proteger, mas os pastores de Israel faziam tudo ao contrário Jr.23.1-4.
Aborto é um Crime e um Pecado Cruel e diabólico, os Pastores Aborteiros Querem Matar a Ovelha, porque elas representa uma Ameaça para curral.
O abortamento é a perda do feto em qualquer fase da gestação, porém é mais comum nos últimos 2 meses. Muitos fatores podem levar à interrupção de uma gestação saudável.
O aborto enzoótico também ocasiona a perda do feto no último mês de gestação, embora pode se manifestar tão cedo quanto aos 100 dias de prenhez.

Os Pastores Aborteiros não querem que as Promessas do SENHOR nasçam, preferem Matar nos seus Laboratórios Gabinetérias.
Os assassinos de Úteros de Igrejas, sãos os Piores Abortistas que existe; eles só pensa em Matar os Fetos Promissores da Obra de Deus, são piores que os Impios do Salmo 58:8. Aborto de Crianças é horrível, mas Abortos de Fetos de Deus é Pior.
Então vamos deixar Deus Levantar quem Ele quer Levantar!!!
Marlon Araújo O Machado de João Batista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...