terça-feira, 2 de dezembro de 2014

A Beleza das Pérolas. Mt 13: 45-46 - Por Marlon Araújo

 
Perolas são produtos da dor; resultado da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou um grão de areia.
Na parte interna da concha é encontrada uma substância lustrosa chamada nácar; quando um grão de areia a penetra, as células do Nácar começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas, para proteger o corpo indefeso da ostra.
Uma ostra que não foi ferida de algum modo, não produz pérolas; pois as pérolas são feridas cicatrizadas.
Das 40 parábolas que JESUS falou essa é a que eu mais gosto; nessa parábola, o homem é comparado a um negociante que busca pérolas de grande valor, ou seja, ele estava ávido pelo encontro com DEUS.
E ele parte nesta busca sincera pelo PAI, e na sua jornada, ele se surpreende com a tão valiosa pérola que encontra.
Os antigos orientais tinham o costume de ocultar objetos preciosos debaixo da terra, considerando que esta era a melhor forma para mantê-los em segurança.
JESUS conta essa parábola em um momento muito apropriado. Os discípulos vendo frustrados seus sonhos de que o grande reino de Davi fosse restaurado, estavam um tanto desanimados.
Mas JESUS, com maestria, discorre sobre esta linda parábola que encerram o ânimo contagiante daqueles que encontram e compreendem o valor e o poder libertador do Evangelho.
O Amor de DEUS, em sua providência salvadora, fez com que as circunstâncias da existência, o levassem para o caminho da descoberta preciosa.
E este homem nem esperava encontrar o precioso tesouro escondido, ele nem imaginava que seria salvo, mas a Graça o alcançou.
Quando se abre o Baú do Evangelho, vislumbra-se uma verdadeira pérola de um capital imponderável, capital imensurável, pois não se pode medir o valor da salvação.
Conquanto, JESUS traz esta afirmação implícita da necessidade de se vender tudo que se possui para adquirir o Reino dos Céus.
Quando o MESTRE fala de se vender tudo o que tem, ELE mostrava a necessidade da desconstrução do eu e do esvaziamento de si mesmo, que o homem deve fazer, para poder se aproximar de DEUS e apoderar-se do tesouro do Reino dos Céus.
A Beleza da Pérola é a Beleza do Evangelho, então produza Pérolas. Pregue a tempo e a fora de tempo,não deixe as feridas se transformar em ostras secas e vazias, e sim em ostras produtivas e belas; porque só assim você saberá a Beleza das Pérolas.
Marlon Araújo: Ministério Palavra de Fogo: Jr. 23.29.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...