quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Chibolete ou Sibolete (Jz 12:6) - Por Marlon Araújo



Esse texto é muito curioso, também assustador; mais de 42 mil homens mortos por ocasião do sotaque que os denunciava como nação inimiga.
Quando li esse texto de juízes que narra uma guerra entre gileaditas e efraimitas fiquei a procurar algo de bom, uma lição em meio a matança; parece impossível querer algo assim, contudo relacionei a passagem em questão aos diversos tipos de linguagem existente no mundo: linguagens de vida e de morte.
Ao contrário de Gideão, Jefté não procurou apaziguar os efraimitas (Jz8.1-3). ao que parece os Israelitas assentados a leste do rio Jordão pronunciava o 1º fonema da palavra Chibolete (Hb: águas correntes ou espiga de cereal) com som de Ch, enquanto os que viviam em Canaã pronunciava o som de S, mostrando a crescente separação entre as tribos do leste e do oeste, assim os efraimitas eram identificados por sua maneira de falar, porque eles não conseguia pronunciar Chibolete , falavam Sibolete.

Existe um sotaque que denuncia as intenções, que mata tal qual água de córrego imunda e contaminada; que não alimenta ninguém de paz, senão de guerra; que exibe espiga sem fartura de trigo, pronta para ser levada pelo vento e indo em direções tantas, mata como os gileaditas aos efraimitas.

É a língua descrita por Tiago como: pequeno membro que põe fogo num grande bosque; Tg 3:5. Esse sotaque caracteriza morte certa!
Na eleição da graça, esse sotaque Sibolete pode ser transformado, atravessar o Jordão (onde eram mortos os efraimitas) e imergir nas águas em batismo de regeneração, ou seja o fogo inflamado pela linguagem do mundo é apagado dando lugar a uma nova língua.
Um novo coração que revela Chibolete; a linguagem da vida. A mesma linguagem que impactou o mundo com testemunho de amor.
Um poder nascido do Trono da Graça, diferente, perfeito, abraçando os condenados a morte, a beira do Jordão, a distancia de uma fala, uma pronuncia: JESUS eu te aceito como meu ÚNICO SALVADOR E SENHOR!

No Jordão aonde João Batista anunciava arrependimento e salvação, onde a linguagem Chibolete convidava tribos, línguas e nações.
Também O MEU AMIGO: ESPIRITO SANTO é uma linguagem de vida, que busca habitar em homens de toda nacionalidade, como línguas repartidas como de fogo.
Os fariseus diziam sobre JESUS: Nunca homem algum falou tal qual esse homem. Jo.7-46, então vamos usar uma linguagem de vida nessa reta final aonde o arrebatamento da Igreja está as portas: vamos acordar clamando: Maranata Hora Vem O SENHOR JESUS!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...