terça-feira, 5 de novembro de 2013

O Desafio do político Evangélico

Entrevista com o vereador Soldado Jadson de Mossoró


1º Como o meio Político ver o povo evangélico?
1 A principio o meio politico demonstra um grande respeito por nós evangélicos, o que eles esperam de nós evangélicos, seja no legislativo ou no executivo ou qualquer esfera, é que nós demonstremos que temos princípios, valores cristãos, e que sejamos exemplos e tenham o comportamento diferenciado seja correto em suas ações.
2º Quais as maiores reivindicações do segmento evangélico ao poder publico?
Buscar reconhecimento e apoio, reconhecimento pelos serviços dos evangélicos que tem prestados aqui em Mossoró, desde o tempo em que as igrejas evangélicas foram implantadas, propagando o evangelho e isso por si só provoca mudanças na vida das pessoas sendo muito benéficas, como também as igrejas tem prestado um serviço social, como exemplo a Assembleia de Deus aqui em mossoró-RN tem  Centro Social Heróis da fé, a agente quer que as autoridades possam apoiar de maneira mais efetiva.
3º Como o político evangélico deve legislar tendo suas convicções de fé e do outro lado o estado laico?
Temos que ver até onde o estado é laico, o Brasil tem uma padroeira oficial que é nossa senhora Aparecida, aqui mesmo em Mossoró a prefeitura tem realizados obras que beneficiam determinadas denominações religiosas, fazendo praças em frente a templos urbanizando e pavimentando. Mesmo o estado sendo laico o governo acaba submetendo a uma esfera religiosa, estão nós evangélicos também necessitamos desse apoio, a nossa posição é não discriminar ninguém, mais tambem não vamos abrir mão das convicções de fé que foi deixadas por cristo.
4º Pode se dizer que já acabou o preconceito das igrejas evangélicas quanto aos Políticos evangélicos?
não acabou, apenas tivemos uma abertura maior, tanto é que temos aqui em Mossoró a igreja Assembleia de Deus que tem cerca 15 a 20 mil integrantes, são quase 200 congregações aqui na nossa cidade e durante muito tempo a igreja não teve representação na câmara, e em outros anos teve apenas um, eu acredito que pelo porte de Mossoró daria para ter uma bancada pelo menos com três representantes evangélicos na câmara municipal de Mossoro. Então isso demonstra que há ainda um preconceito, mais existe uma abertura maior, pois a liderança tem amadurecido isso, e tem visto que a representação tem sido importante até defender as causas evangélicas, buscar apoios governamental para as igrejas, enfim ser uma voz contra algumas aberrações que vão contra a fé e a família.
5º Os políticos Evangélicos são feito para legislar apenas para um segmento evangélico a que pertence ? como o senhor lhe dar com essa questão?
não, o vereador o deputado estadual e federal eles não são eleitos para legislar apenas um segmento, ele não pode dar exclusividade  a um segmento, pois ele é representante de todo o povo, no meu caso vereador aqui em Mossoro mesmo sendo evangélico, integrante da policia militar tenho obrigação de legislar para toda a cidade, agora logicamente terei uma aproximação maior nas bases de onde vim, como a segurança publica e privada e no segmento evangélico.
6º Como é os eu relacionamento com Pr. Miranda?
queiro registrar a minha satisfação de ter um líder como Pr. Miranda aqui na cidade de Mossoró, desde que tivemos o resultado nas urnas aqui em mossoro a imprensa  noticiou evangélicos perde seu representante,evangélicos não tem mais representante na câmara municipal de Mossoró, eu sou membro da Assembleia de Deus a mais de 15 anos, e procurei o Pr. Miranda e disse a ele que  era o representante da igreja, ele ficou muito feliz com a noticia, e falei que tava presente quando ele fez uma oração pelos  candidatos da igreja. Então ficamos com uma boa aproximação, eu tenho conversado com Pr. Miranda em todas as decisões politicas que tenho tomado, tenho mandado oficio de algumas atividades parlamentares, tenho dado apoio nos eventos dentro das nossas possibilidades e tenho dado devido reconhecimento com o trabalho dos evangélicos.
7º Como o senhor analisa o caso do Pr. Marco Feliciano?
Sou a favor das posições dele.
8º o senhor tem planos para ser candidato a Dep. Estadual?
eu seria leviano se disse-se que não, que não á nenhuma possibilidade, pois a politica é muito dinâmica, o cenário pode mudar a todo momento, mais hoje no momento as possibilidades são remotas, primeiro terei de avaliar minha condição partidária, pois tenho uma liderança politica que é o dep. Estadual Kelps Lima do partido da solidariedade que entrei recentemente , tenho que conversar com lideranças da igreja para saber como está esse processo, pois já tem um representante e também com lideranças da policia militar dependendo desse conjunto poderá ser.
9ºo senhor se considera a maior liderança política evangélica de Mossoró-RN?
eu entrei agora, e estou construindo essa liderança no meio evangélico, como irmão Daniel não conseguiu mandato, logicamente assumimos essa responsabilidade, politicamente falando por estar em um mandato nos trouxe uma visibilidade maior, não diria que só a maior liderança, me considero como responsabilidade maior aqui em Mossoro desde assumi uma cadeira na câmara municipal de Mossoro.
10º O que o senhor espera da igreja evangélica na sucessão 2014?
eu espero que aga unidade, que não seja em prol do nome ‘’A’’ ou ‘’B’’, mais que possamos continuar unidos, mostrando essa força, eu acredito que a totalidade de direcionar todos em uma mesma direção é muito difícil, mais pelo menos a maioria possa andar de maõs dadas no projeto solido, indicar alguém possa preencher as expectativas, mais precisamos que a igreja possa unir a amadurecer para poder andamos juntos e ampliando o segmento na politica do nosso estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...