sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Espaço EBD

A Mulher Virtuosa - Ev. José Roberto A. Barbosa
A MULHER VIRTUOSA
Texto Áureo: Pv. 31.10 - Leitura Bíblica: Pv. 31.10-2123-29
Prof. Ev. José Roberto A. Barbosa
www.subsidioebd.blogspot.com
Twitter: @subsidioEBD
INTRODUÇÃO
O livro de Provérbios coloca a mulher em posição de prestígio, o texto está repleto de alusões à sabedoria, dando a esta uma conotação feminina. No último capítulo, o autor destaca a importância de se encontrar uma mulher de virtudes, no versículo 10, do capítulo 31, pergunta: “mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de rubins”. Na aula de hoje, com base nessa passagem, mostraremos, a princípio, que a mulher tem seu lugar no projeto de Deus, em seguida, meditaremos nas características dessa mulher virtuosa de Pv. 31, e ao final, daremos exemplos bíblicos de mulheres tementes ao Senhor.
1. MULHER, UM PROJETO DE DEUS
A mulher, issah em hebraico, também significa esposa, e de acordo com Gn. 2.22, teria sido criada depois do homem, com enfoque na relação direta e distintiva entre os sexos, masculino e feminino (Gn. 2.23). Homem e mulher foram criados para o casamento, sendo Deus aquele que o instituiu como aliança, por isso ambos deixaram pai e mãe para formarem uma nova família (Gn. 2.24). Essa junção está fundamentada na transparência, pois ambos estavam nus, marido e mulher tornaram-se uma só carne (Gn. 2.25). A cultura do Antigo Testamento era dominada pelo gênero masculino, por isso as instruções são dadas aos homens, apenas algumas delas são dadas diretamente para as mulheres (Lv. 18.23; 20.16). A Torah não se esquecia das mulheres, por isso havia proteções específicas para elas (Ex. 20.17; Dt. 5.21). O amor de Deus por Israel é comparado, principalmente nos livros poéticos, ao de um marido por sua esposa (Is. 54.6; Jr. 3.20; Ez. 16.23; Os. 2.1,2). No Novo Testamento,  mulher, gyné em grego, se refere a uma pessoa adulta do sexo feminino, inclusive as virgens (Mt. 9.20; 13.33; 27.55; Lc. 1.42). O evangelista Lucas se refere em seu evangelho a treze mulheres, sendo, por esse motivo, considerado o evangelista das mulheres. Isso é importante porque na época de Jesus as mulheres não eram bem vistas pela sociedade, principalmente entre os grego. Mesmo assim, entre os discípulos, havia várias delas, algumas tinham sido libertas de espíritos imundos (Lc. 8.2-31). Jesus sempre teve as mulheres em alta estima, um dos seus maiores sermões foi entregue para uma mulher samaritana, próximo ao poço de Jacó (Jo. 4.4-30). Marta foi repreendida por Jesus por criticar sua irmã Maria, estando esta aos pés dEle, para aprender (Lc. 10.41,42). Em certa ocasião, Jesus perdoou uma mulher que havia sido flagrada em adultério, condenando seus detratores (Jo. 7.53-8.11). A palavra gyné em grego também pode significar “esposa”, a esse respeito Paulo afirma que os ministros devem ser maridos de uma só mulher (I Tm. 3.2; Tt. 1.16). E que esses devem amar sua esposa como Cristo amou a Sua igreja, sacrificando-se por ela (Ef. 5.22-33; Cl. 3.18-4.1).
2. A MULHER VIRTUOSA DE PROVÉRBIOS
O capítulo 31 de Provérbios é uma pérola a respeito do valor da mulher virtuosa, ou seja, daquela que tem muitas virtudes. Mais precisamente, a palavra chayil, em hebraico, também significa valorosa, isto é, um tesouro de inestimável valor. As virtudes dessa mulher são apresentadas na forma literária de acróstico, cada expressão é iniciada com uma letra sequencial do alfabeto hebraico. Destacaremos, a seguir, dez características dessa mulher: 1) fé - serve a Deus com toda sua força, e O busca com toda sua alma, não se distancia da Sua presença (Pv. 31.26,29-31); 2) respeitadora - respeita seu marido, é totalmente digna de confiança, não o coloca em situações constrangedoras (Pv. 31.11,12,23,28); 3) ensinadora - ensina aos seus filhos o caminho para Deus, disciplinando-os com cuidado e sabedoria (Pv. 31.26,28); 4) cuidadosa - não desconsidera as necessidades da família, atenta para a alimentação e a saúde do marido e dos filhos (Pv. 31.14,15,17); 5) servidora - não serve simplesmente por obrigação, mas ama fazer o que faz, sempre com gentileza (Pv. 31.12,15); 6) sábia - faz tudo com critério, não se porta com extravagancia, preserva o sustento da família (Pv. 31.14,16,18); 7) trabalhadora - não se conduz com indolência, desenvolve as tarefas com diligência, tem prazer em desenvolver suas tarefas (Pv. 31.13,16,24,36); 8) dona de casa - a prioridade é o seu lar, tornando-o um ambiente saudável e hospitaleiro (Pv. 31.20-22, 27); 9) uso adequado do tempo - não perde tempo com atividades improdutivas, é diligente na execução das tarefas (Pv. 31.13,19,27); e 10) beleza - não apenas a exterior, mas também a interior, pois cultiva uma vida santidade (Pv. 31.10,21,22). Com base nesse textos, elencamos, em linhas gerais, algumas virtudes da mulher de Pv. 31: 1) seu marido confia nela, principalmente para a manutenção da família (Pv. 31.11); 2) busca o bem e não o mal para a família (Pv. 31.12); 3) procura linha e lã, e trabalha com boa vontade (Pv. 31.13); 4) provê a alimentação para a família (Pv. 31. 14); 5) acorda cedo para providenciar o necessário (Pv. 31.15); 5) sabe a melhor forma de investir no bem-estar da família (Pv. 31.16); 6) trabalha com vigor, a fim de sustentar a casa (Pv. 31.17); 7) sempre ver frutos em seu trabalho (Pv. 31.18); 8) tem prazer em aprender atividades domésticas (Pv. 31.19); 8) é generosa com os necessitados (Pv. 31.20); 9) protege os filhos na hora da adversidade (Pv. 31.21,22); e 10) seu marido é respeitado por causa dela (Pv. 31.23).
3. EXEMPLOS BÍBLICOS DE MULHERES VIRTUOSAS
A partir da Bíblia, podemos destacar alguns exemplos de mulheres virtuosas, que são dignas de destaque. Sara, em Hb. 11.11, é apresentada como uma mulher de fé, que creu contra toda descrença, e confiou na Palavra de Deus, deixou-nos o exemplo de como viver além da vista, e a desenvolver uma fé sobrenatural (I Pe. 3.6). Rachel, em Gn. 29, é mostrada como uma jovem diligente, que busca cumprir suas obrigações, diligente nas tarefas a serem desempenhadas, nos inspira a viver com paciência e a amar o trabalho que desenvolvemos, mesmo os mais difíceis e aparentemente irrelevantes. Rute não se deixou abater pelas circunstâncias, antes colocou sua confiança no Senhor, legou-nos também o modelo de lealdade, em sua viuvez, não abandonou a sogra, mesmo quando essa nada tinha para oferecê-la (Rt. 2.2-6; 3.11; 4.15). Abigal é um exemplo de mulher sensata, que sabe discernir as situações, e se posicionar a fim de preservar sua família (I Sm. 25.13-15). Ester nasceu em uma situação adversa, era escrava no império medo-persa, mesmo sendo bela, não se fiou nesta, mas em sua fé no Deus de Israel, sendo um exemplo de pessoa corajosa que se dispõe ao sacrifício pelos outros, mesmo colocando a própria vida em risco (Et. 4.14-16; 7.1-4). Maria, a mãe de Jesus, não pode ser desprezada, nem mesmo pelos evangélicos, ela foi uma mulher obediente, que deu ouvidos à voz de Deus, ainda que não fizesse sentido (Lc. 1.26-38). Marta e Maria são duas mulheres que nos deixam o exemplo de fé e trabalho. Com Jesus aprendemos a importância do equilíbrio, precisamos trabalhar, sermos diligentes, mas também parar para ouvir o que o Senhor tem a nos ensinar (Lc. 10.38-42). Débora foi juíza em Israel, uma mulher de fibra, mas sobretudo com sentimento de justiça e temor a Deus (Jz. 4.4-10). Dorcas foi uma mulher bondosa, com o coração caridoso, que se voltava para as necessidades das pessoas, que exercitava a generosidade (At. 9.36). Priscila, sempre citada antes do seu marido Áquila, foi uma mulher que se arriscou pela causa do evangelho de Cristo, e que ensinava a Palavra de Deus (Rm. 16.3,4; At. 18.24,26).
CONCLUSÃO
Não é difícil ser uma mulher virtuosa, o segredo, de acordo com os livros sapienciais, está no temor do Senhor. A maior virtude uma mulher é o temor a Deus, por esse motivo ela será elogiada (Pv. 31. 31). O livro de Provérbios é direcionado principalmente aos jovens, por esse motivo os rapazes devem estar atentos às características de Pv. 31, a fim de serem agraciados com uma esposa virtuosa, pois assim encontrarão a benevolência do Senhor (Pv. 18.22).
BIBLIOGRAFIA
AITKEN, K. T. Proverbs. Lousiville: Westminster John Knox Press, 1986.
WEIRSBE, W. W. Proverbs: be skillful. Colorado Springs: David Cook, 2009.
Publicado no blog Subsídio EBD 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...